Conexão Brasília com o jornalista Olho Vivo Edmar Soares
17.11.2022

-Novo governo apresenta PEC da Transição com cerca de R$ 200 bilhões fora do teto de gastos
Proposta, que dá liberdade ao PT de gastar para cumprir promessas de campanha, ainda terá de passar por discussões na Comissão de Constituição e Justiça e no Plenário da Casa

-General manda recado após Barroso chamar homem de mané: “Cuidado”
Luiz Roberto Barroso e outros ministros do Supremo Tribunal Federal participaram, em Nova York, do evento Lide Brazil Conference
*Após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso responder a um bolsonarista que o questionou em Nova York (EUA) sobre as urnas eletrônicas brasileiras com a frase: “Perdeu, mané; não amola”, o general Paulo Chagas usou as redes sociais para criticar a expressão usada pelo magistrado.
*O oficial da reserva do Exército Brasileiro afirmou, em sua conta no Twitter, que Barroso deveria tomar “cuidado”. O oficial ainda fez um alerta: “Com todo respeito e no msm nível, eu o alerto: – Se liga, Mané, todo o poder emana do povo! Quem avisa amigo é, cuidado com a ‘cólera das multidões [sic]’, disse Chagas no Twitter.

-Fiéis escudeiros de Dilma são nomeados na equipe de transição de Lula
“Bessias” e o ex-chefe de gabinete de Dilma Rousseff foram anunciados por Geraldo Alckmin como membros da equipe de transição de Lula

-Ministro do STF anula condenação contra senador Izalci Lucas por peculato
Fux aceitou pedido da defesa do tucano, que alegou competência para a Justiça Eleitoral. Com isso, a condenação por peculato de quatro anos e quatro meses e do tucano é anulada

-Trump anuncia nova candidatura à presidência dos EUA em 2024
O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump anunciou na terça-feira, 15, que concorrerá pela terceira vez à Casa Branca em 2024

-Alckmin diz que número de ministério deve ser semelhante ao de 31 de grupos de trabalho da transição
Atualmente, a gestão de Jair Bolsonaro mantém 23 pastas no Executivo federal. Seu sucessor, Luiz Inácio Lula da Silva, já deixou claro que vai criar novos órgãos de primeiro escalão

-O presidente em exercício, Jair Bolsonaro, está evitando deixar o Palácio da Alvorada, em Brasília, inclusive para compromissos oficiais. E o motivo é uma ferida nas pernas, uma erisipela, informou o vice-presidente Hamilton Mourão

Compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
API key not valid, or not yet activated.