Conexão Brasília com o jornalista Olho Vivo Edmar Soares
Terça-feira (08.11.2022)

  • Relatório das Forças Armadas sobre urnas eletrônicas será entregue ao TSE nesta quarta
    Militares acompanharam processo eleitoral após pedido do presidente Bolsonaro; documento pode sanar ou aumentar suspeita sobre fraude, um dos motivos dos protestos que eclodiram após vitória de Lula
    *O Ministério da Defesa informou nesta segunda-feira, 7, que será encaminhado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta quarta-feira, 9, o relatório do trabalho de fiscalização do sistema eletrônico de votação das eleições 2022. O procedimento foi feito por uma equipe de técnicos militares das Forças Armadas.

-Pelo 9º dia consecutivo, cidades de ao menos 11 Estados e o DF registram atos contra retorno de Lula à presidência
Manifestantes protestaram contra censura e pediram que Brasil se distancie de países como Venezuela e Nicarágua; em Novo Progresso (PA), houve confronto dos participantes com a Polícia Rodoviária Federal

-Moraes determina que polícias Militar, Civil e Federal identifiquem os líderes das manifestações
Ministro do Supremo Tribunal Federal concedeu 48 horas para que informações dos financiadores sejam enviadas; Polícia Rodoviária Federal também deverá investigar

  • Mendonça prega respeito pelas manifestações ‘desde que sejam pacíficas’
    Brasil registra atos contra a volta do PT ao poder desde o fim das eleições presidenciais, em 30 de outubro; Bolsonaro foi derrotado por menos de 1% dos votos e Lula assumirá o Planalto em 2023
    *O ministro André Mendonça, do Supremo Tribunal Federal (STF), se manifestou nesta segunda-feira, 7, sobre as manifestações que ocorrem pelo país contra o retorno do Partido dos Trabalhadores ao poder. Através de uma coletiva de imprensa em um hotel na Zona Sul do Rio de Janeiro, o magistrado afirmou que o papel da população brasileira neste momento pós-eleições é de manter a “serenidade” e que é preciso respeitar as “manifestações pacíficas”. “Ao mesmo tempo, buscar gerar uma pacificação no ambiente nacional que nos ajude a desenvolver e olhar pro futuro numa boa perspectiva”, declarou o membro da Suprema Corte indicado pelo atual presidente Jair Bolsonaro (PL).

-Presença de Boulos na equipe de transição gera críticas a Lula
Deputado federal eleito fará parte do grupo responsável por discutir propostas na área de Cidades e Habitação

-Pobreza extrema no Brasil alcança 2% da população e registra menor patamar da história, de acordo com Banco Mundial
*Na América Latina, o Brasil foi o país que mais avançou no combate à extrema pobreza entre 2016 e 2020, com uma queda de 4,7% para 1,97%. Uma análise do banco sobre a pobreza no Brasil, não apenas a pobreza extrema, credita que o Auxílio Emergencial foi um fator importante para ajudar na redução da pobreza, mas que os efeitos não são duradouros quando não combinados com outras políticas sociais.

-Candidatos que concorreram ao segundo turno das eleições têm até dia 19 para prestar contas
No caso dos eleitos, é preciso para que possam ser diplomados e depois tomem posse do cargo no próximo ano

-PT faz reunião de apresentação na Câmara e aguarda parecer de Lula sobre PEC
Com presença de nomes históricos do partido, a legenda se reuniu no Plenário 13 para alinhamento interno. Lula deve chegar à capital na terça-feira (08/11)

-Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF) rejeitou hoje (04) a reclamação ajuizada pelo PSB com pedido de reavaliação do resultado da eleição para deputado federal no Distrito Federal.

O partido alega que as regras consideradas pelo TRE-DF com base em resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prejudicou a eleição do ex-governador Rodrigo Rollemberg a deputado federal.

A Justiça Eleitoral considerou que são eleitos os candidatos de partidos que atingirem a cláusula de barreira, ou seja, 80% do coeficiente. O PSB teve 135.257 e não chegou lá. Agora o partido pede que a regra dos 80% seja desprezada e a Justiça Eleitoral leve em conta as maiores médias.

Assim, Rodrigo Rollemberg (PSB) que obteve 51.926 votos entraria na oitava vaga que ficou com Gilvan Máximo (Republicanos), com 20.923 votos.

FÓRMULA 1
Lewis Hamilton recebe título de cidadão honorário na Câmara
*O piloto britânico e heptacampeão mundial de Fórmula 1 Lewis Hamilton recebe, nesta segunda-feira (7/11), o título de cidadão honorário em sessão solene na Câmara dos Deputados. A homenagem foi sugerida pelo deputado federal André Figueiredo (PDT-CE). O parlamentar destacou que Hamilton venceu o grande Prêmio Brasil de F-1, em São Paulo, e deu uma volta adicional no autódromo com a bandeira brasileira, repetindo o gesto do piloto Ayrton Senna em 1991.

Lula pretende rever indicações de Bolsonaro para embaixadas e posto na ONU
Além de rever indicações, o novo governo ainda promoverá uma série de mudanças de titulares que estão em atividade em postos estratégicos. O principal deles é Washington

-Exército nega ter convocado coletiva para falar das eleições
Havia rumores de que o Exército faria uma coletiva sobre o resultado das eleições

-Planalto finaliza montagem do CCBB para governo de transição
O novo governo terá à disposição 15 gabinetes para as demais autoridades, quatro salas de reuniões e um coworking para 39 pessoas

  • Alckmin anunciará parte da equipe de transição de governo nesta terça
    O vice-presidente eleito e coordenador da transição, Geraldo Alckmin (PSB), divulgará, nesta terça (8/11), em Brasília, nomes confirmados
  • Com dividendo recorde da Petrobras, governo engorda o caixa em 2022
    A petroleira distribuirá, até o final do ano, R$ 62 bilhões à União, cifra maior do que a soma dos últimos 12 anos

-Saques da poupança superam depósitos em R$ 11 bilhões em outubro
Foram depositados pelos correntistas R$ 302 bilhões e retirados das contas R$ 313 bilhões no mês, aponta relatório do Banco Central

-STF poderá julgar questão previdenciária de R$ 54,6 bilhões
Está na pauta dos ministros validade da incidência do fator previdenciário, instituído em 1999

Compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
API key not valid, or not yet activated.