Gestão Ratinho Junior investe mais de R$ 1 bilhão na segurança pública do Paraná

17/08/2022 – SEGURANÇA

Mais de R$ 1 bilhão foi investido pelo Governo do Estado na Segurança Pública do Paraná desde janeiro de 2019, quando Ratinho Junior tomou posse como governador. O recurso foi empregado na expansão de tecnologia, em novas delegacias e batalhões, aquisição de viaturas e embarcações, além de armamentos de primeira linha e equipamentos de proteção individual.

“Essa modernização e esse crescimento da estrutura disponibilizada para a Segurança Pública com viaturas, helicópteros, drones e o que há de alta tecnologia no mercado é para garantir o bem-estar dos paranaenses”, afirmou o Ratinho Junior. “É uma repaginação de investimentos para mudar a história da Segurança Pública do Paraná”.

Dos recursos direcionados para a área nos últimos quatro anos, R$ 342 milhões estiveram voltados para a ampliação, reforma ou construção de unidades em todo o Estado, resultando em novos Quartéis do Corpo de Bombeiros, Batalhões da Polícia Militar, Delegacias da Polícia Civil, Estabelecimentos Prisionais e sedes da Polícia Científica.

Os investimentos possibilitaram novas cadeias públicas em Curitiba, Campo Mourão, Londrina, Guaíra, Foz do Iguaçu, Piraquara e Ponta Grossa. Piraquara também foi contemplada com a construção do Centro de Integração Social.

O Governo do Estado construiu a sede do 21º Batalhão de Polícia Militar de Francisco Beltrão, no Sudoeste; reformou o 9º Batalhão de Polícia Militar de Paranaguá, no Litoral; implantou o Destacamento de Polícia Militar no distrito de Entre Rios, em Guarapuava; e instalou o Gabinete de Gestão Integrada do Litoral (GGI Litoral).

A Delegacia Cidadã de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), está finalizada e já foi inaugurada, assim como a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, na Capital. Estão em obras novas unidades em Colombo, São José dos Pinhais e Araucária. Em 2022, foi iniciada a obra da unidade de Cascavel e estão em licitação as delegacias de Londrina e Maringá.

Foram reformadas e ampliadas a Penitenciária Estadual de Piraquara II e a Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu I. Outras estruturas prontas ou praticamente concluídas são os quartéis do Corpo de Bombeiros de Jaguariaíva, no Norte Pioneiro; de Foz do Iguaçu, no Oeste; e de Ivaiporã, na região Norte. A obra da Escola dos Bombeiros está sendo feita na Academia Policial Militar do Guatupê (APMG) e está com 88% das estruturas concluídas.

A integração entre as forças policiais resultou, ainda, no desenvolvimento do projeto Cidade da Polícia, que permite que as instituições de segurança pública trabalhem integradas. Assim, a Segurança Pública atua com duas estruturas: o Centro Operacional, localizado no Centro Cívico, e o Centro de Integração, Inteligência e Planejamento, no bairro Batel.

EQUIPAMENTOS E VIATURAS
Desde 2019 também foram investidos mais de R$ 454 milhões para a aquisição de equipamentos, armamentos e de 2,8 mil viaturas para as forças de segurança. As viaturas (inclusive motocicletas BMW) foram distribuídas para todos os municípios do Paraná, reforçando a presença da polícia perto da população.

PROJETO OLHO VIVO E FALCÃO
Dois grandes programas também estão em andamento: o Projeto Falcão, que aposta na utilização de drones e aeronaves tripuladas para garantir suporte aéreo às equipes policiais em terra; e o Olho Vivo, que visa fortalecer e modernizar a estrutura através da implementação e aplicação do sistema de integração de videomonitoramento por câmeras de segurança em batalhões da Polícia Militar do Paraná (PMPR). O investimento do Governo do Estado nos dois é de R$ 61,4 milhões.

SOFTWARE, MOBILIÁRIO, ENTRE OUTRAS AQUISIÇÕES
Entre os investimentos da Secretaria de Estado da Segurança Pública, também há a aquisição de imóveis, mobiliário em geral, computadores, aparelhos de comunicação, além de equipamentos de processamento de dados, desenvolvimento e manutenção de software. Os recursos empregados ultrapassam R$ 140 milhões e beneficiam todas as polícias e todas as regiões do Paraná.

RESULTADOS
Além dos investimentos, também foi criada uma Patrulha Rural, pela Polícia Militar, para atender de maneira permanente a população do campo. Na Polícia Civil houve mais investimentos em tecnologia (troca de pistolas, novos sistemas de integração com o Poder Judiciário e computadores).

Essa integração programada já resultou nos menores indicadores de roubos e homicídios dos últimos anos. Os três últimos anos da década encerrada em 2021 tiveram o menor número de roubos de veículos da série histórica recente. Já o número de mortes violentas caiu 40% na última década. Em 2019, o Paraná chegou ao menor número de mortes violentas dos últimos dez anos.

Compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
API key not valid, or not yet activated.