Na gestão Ratinho Junior, Paraná foi o estado que mais gerou empregos via Agência do Trabalhador em 2022

O Paraná gerou 89.123 empregos pela rede Sine estadual (Sistema Nacional de Emprego) via intermediação de mão de obra em 2022, liderança absoluta no ranking nacional. Os dados são do Ministério do Trabalho e Previdência.

O Paraná fica com a primeira colocação das redes Sine estaduais de janeiro a agosto, na frente de São Paulo, com 36.280 empregos gerados, Ceará, com 33.974 empregos, Mato Grosso do Sul, com 17.281, e Bahia, com 16.801.

Nesta soma não estão inclusas as redes Sines municipalizadas, no caso do Paraná, as redes de Londrina, Maringá e Ponta Grossa. Na sexta posição está o Rio Grande do Sul (16.290), seguido de Minas Gerais (16.078), Mato Grosso (10.973), Goiás (6.503) e Santa Catarina (6.300), que completam o top 10.

O resultado foi impulsionado pelo acumulado do segundo quadrimestre de 2022 (maio a agosto), com 43.530 empregos, aumento de 10,26% em relação ao primeiro quadrimestre, quando foram encaminhados 39.479 trabalhadores. O consolidado também demonstra crescimento, de 10,57%, no comparativo com o mesmo período em 2021, que somou 39.368 colocações.

“Esse é o resultado do nosso intenso trabalho em favor da geração de emprego, com programas de qualificação profissional que são referência para o resto do País e mutirões para preencher vagas em todos os setores econômicos. O Governo do Paraná, em parceria com o setor produtivo, coloca os trabalhadores no topo de todos os indicadores”, destacou Ratinho Junior.

O Paraná tem a maior rede Sine do Brasil, com 216 Agências do Trabalhador e 183 Postos Avançados, além de contar com o programa Emprega Mais Paraná, no qual um ônibus da Agência do Trabalhador Itinerante percorre os municípios do interior levando o emprego para mais perto de quem precisa.

O grande volume também se dá por conta das capacitações dos servidores públicos municipais das Agências do Trabalhador, que o Governo realiza em parceria com a Escola de Gestão do Paraná (EGP). Ele qualifica os profissionais tanto para a intermediação de mão de obra quanto para a execução de programas e projetos como o Seguro-Desemprego e o Recomeça Paraná.

CIDADES

No acumulado do ano, as Agências de Trabalhador no Paraná que mais geraram empregos formais foram a de Curitiba, com 4.241 empregos, Cascavel, com 3.457 empregos, Francisco Beltrão, com 2.516, Cianorte, com 2.507, e Toledo, com 2.483 trabalhadores colocados.

Pato Branco (2.367), Foz do Iguaçu (1.954), Umuarama (1.916), Medianeira (1.716) e Rolândia (1.587) completam o top 10 das Agências do Trabalhador que mais geraram emprego no Paraná em 2022.

AGOSTO

No ranking dos municípios, Cianorte é o maior destaque de agosto com 570 trabalhadores encaminhados, na frente de Curitiba que ficou em segundo com 500 empregos, Cascavel, em terceiro com 472, Pato Branco, em quarto com 445, e Toledo, quinto com 419. Francisco Beltrão (408), Palotina (344), Medianeira (316), Araucária (312) e Campina Grande do Sul (310) completam o top 10.

CAGED

Ranking do ano das Agências do Trabalhador

Paraná – 89.123
Sao Paulo – 36.280
Ceará – 33.974
Mato Grosso do Sul – 17.281
Bahia – 16.801

De acordo com o Caged, que registra o saldo entre contratações e demissões, o Paraná gerou mais de 100 mil trabalhos formais nos primeiros sete meses do ano. Esse é o melhor resultado da região Sul e o terceiro melhor resultado do Brasil para o período, ajudando a puxar a economia nacional.

Compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
API key not valid, or not yet activated.